16 de fev de 2009

Para fazer uma volta ao mundo



Um dos muitos sonhos das pessoas é fazer a volta ao mundo. Passar pelos 6 continentes(!), tocando a terra com os pés, trocando palavras com nativos, fotografando, filmando, molhando-se nas águas dos sete mares de Rhye, saboreando gostos locais.

Longe de querer fazer o que Philleas Fogg (Julio Verne) fez, sair correndo em 80 dias só para dar uma espirradinha ou uma idinha ao banheiro em alguns países, as pessoas que planejam uma viagem dessas querem realmente sentir o mundo, como apresentei no primeiro parágrafo. Já soube de gente que fez volta ao mundo em 30 dias(!). Devem ter ganho uma passagem VAM -Volta ao Mundo - grátis ou estar competindo para o livro dos recordes. Bem, cada um faz o que pode no tempo que tem disponível.

Viajar num Balão por 5 semanas, 80 dias, pegar aviões por aí, trens pelo mundo, navios, transatlânticos, balsas, botes, canoas, tentar ir adiante até chegar, ao final, no início. Viagens de Gulliver, Malba Tahan pela Persia, Paul Theroux em seu bazar ferroviário, o mochileiro, aprendiz aventureiro, aprendendo sobre cultura e trabalhando por aí, o Biela, Nômade, pelo Brasil, eu, com meu pé que me leva pelo mundo...

Sou contra começar por um lugar e terminar por ele,mas como estamos falando de VOLTA AO MUNDO, nada mais emocionante do que fechar o cerco e costurar o caminho bem certinho reencontrando os primeiros passos.

Diria que a viagem VOLTA AO MUNDO envolve também os sabáticos porque demanda um pouco mais de tempo do que os 30 dias que normalmente temos disponíveis para VIVER a liberdade de escolher para onde ir, que horas acordar, com quem falar, o que fazer. Decidir passar um ano, 2 meses, ou 6 pela Ásia, demandaria um estudo no mesmo estilo, mas num único continente. O mundo é enorme. Ilusões á parte, jamais, em um tempo de vida atual, conseguiremos dar a volta ao mundo do jeito que deveria ser. Mais adiante de nosso tempo, talvez em mais uma geração, seja possível se viver para conhecer, ao menos, ¼ do mundo.

Provavelmente, se você decidir fazer uma viagem dessas, irá sozinho. A não ser que tenha um parente, amigo nas mesmas condições. Mas, como falo em meu livro, você nunca está sozinho. Nem que queira. Viajantes irão te acompanhar por pequenos trechos de sua jornada, pessoas e animais do mundo ocuparão seus dias e noites. Elas são sua viagem! Os locais são o belíssimo pano de fundo. As pessoas serão ação, movimento, acontecimentos. Os cães, gatos do caminho, as vacas, serão os companheiros silenciosos que te mostrarão que ainda existe vida pelo mundo.

Um sapo coaxando ao seu lado torna-se o garçon do bar, com quem você irá matar suas saudades de casa, ou falará de seus projetos porque ele só te ouvirá e coaxará em apoio. O passarinho na janela, o moço no carro de boi, com a roda de madeira gritando, as árvores farfalhando, até o sinal mudando de verde ara vermelho e você contando quanto tempo ele levará para ficar verde. Momentos seus invadidos pelo mundo. Uma interferência bem vinda.

Nunca fiz uma viagem dessas, mas como alguns tenho meus projetos e considero muitas coisas (muitas mesmo) para realizá-los. Vamos analisar juntos?

Por que quero fazer uma VAM?
Quem já fez uma viagem dessas com passagem Volta ao Mundo e por conta própria: - links – vamos pedir orientações!!!


Como está a economia no mundo?
Quanto tempo tenho?
Quanto dinheiro preciso?
Vale a pena comprar uma passagem VOLTA AO MUNDO?
Vou trabalhar pelo caminho no que aparecer ou vou com a grana certa?
Qual é o meu perfil como viajante e pessoa?
Você pode deixar seu emprego?
Consigo férias de mais de 1 mês?
Posso tirar um ano, ou mais de licença prêmio?
O que é um sabático?
Alguém depende de mim financeiramente?
Tenho família (minha)?
Existe o fator IDADE para fazer uma viagem dessas?
Que documentos preciso?
Consigo vistos pelo caminho?
Como preparar o roteiro?
Quanto de peso colocar na mochila?

Estaria eu preparado para o retorno a rotina, ao TUDO NA MESMA, depois de ter dado a volta pelo mundo, pela minha vida, pelos meus conceitos?

Vamos fazendo posts com algumas destas questões.

Hasta el proximo post!


V for Verônica


Nenhum comentário:

Postar um comentário