13/02/2009

MOCHILÃO FRANÇA - O QUE LEVAR NA MOCHILA

Quando eu era criança, minha mãe tinha uma mala gigante, dura, de corino, onde colocava as roupas dela, do meu pai, da minha irmã e minhas para que passássemos o final de semana na chácara da minha madrinha em Campinas. Somos de São Paulo e a distância entre estas duas cidades é de aproximadamente 150km.

Temos que levar roupas a mais por causa de crianças, porque elas sujam, rasgam, não querem usar uma ou outra... Mas nós não saíamos da chácara e minha irmã e eu só ficávamos dentro da piscina. Então, para quê tanta roupa? Mania. Costume. Como não se ficará carregando as roupas para todos os lados, melhor levar a mais do que depois sentir falta de uma peça bonitinha que poderia ter usado.

Com o mochileiro é outra história. Você até gostaria de ter muitas roupas, pois vai para vários lugares, mas quem é que vai carregar uma mala tamanho família todos os dias, subir trilhas, andar em neve, procurar albergue, tirar coisas de dentro, expondo todo aquele guarda roupa? Quem é que vai reparar em cada país que você está com a mesma camiseta? "Ah! o pessoal que vir nossas fotos!" Meu, o pessoal que tá vendo suas fotos não tem idéia do que você está passando, apreciando, e muito menos, carregando. Estão apenas vendo as fotos. São espectadores estáticos. Sem a experiência vivida. Podem falar o que quiserem. Eles estão aqui e você é quem está por todo lugar. Então, sempre pense numa quantidade de coisas e corte pela metade.

Na minha mochila vai:
- três camisetas de manga curta
- uma camisa de lã para uso em trens, aviões, navios. Para o frio mesmo
- uma calça jeans ou um vestido simples para uma noite de agito
- saco de dormir
- barraca
- capa de chuva
- toalha de rosto para tomar banho
- diversas calcinhas
- meias escura e grossas
- lanterna de cabeça
- guia de viagens
- lenços umedecidos
- shampu
- sabonete
- protetor solar
- calça-bermuda
- papete
- canivete
- bolsinha mínima com artigos de primeiros socorros (band aid)


No início do percurso você já vai se cansar: pela falta de costume, ou por estar carregando o equivalente a uma criança de 5 anos nas costas por algum tempo. Isso não é fácil mesmo, mas não é o fim. Você cansou? Dê uma paradinha. Deixe a mochila no canto, relaxe. Faça dela sua aliada. Um peso que te empurre para a frente, de onde você tira seu sustento por um certo tempo da sua vida. Faça sua mochila ser sua verdadeira companheira.

Afinal, de onde vem o nome MOCHILEIRO?

Sorte sempre!


V for Verônica

2 comentários:

  1. Oi Verônica!O pessoal sempre fala para levarmos uma mala de bordo como vc faz?E a mochila vai com as malas despachadas?Grata.

    ResponderExcluir
  2. Eu levo minha pochete com os princ docs, além de encher os bolsos da minha calça de trilha de outros documentos. Também levo o guia mais pesado comigo, panos umedecidos para o suor, uma gostosura e uma calcinha, capinha de chuva. Pode acontecer de sua mala atrasar, chegar só no dia seguinte e vc tem q saber q o importante são seus docs, CC e grana. O resto é roupa. É assim q vc tem q viajar, contando que nada é muito importante a ponto de te atrapalhar demais caso se perca. Tudo bem q vai rolar a tensão da perda, mas conte com sua pochete de ataque para o principal. O resto pode ser comprado em qq lugar. Se lembrar de algo muito especial q ñ dá pra levar na pochete, cite aqui. Abraço, V for Verônica

    ResponderExcluir