18 de nov de 2011

Nóis fumo e nóis vortemo das Zoropa mochilando! Contos que eu conto em partes.

Saudações caros futuros e presentes mochileiros!!!





Voltamos da Europa na terça-feira às 19h30, lá do aeroporto de Cumbica. Como moramos no interiorrrrr, ainda fizemos uma viagem até Louvercity, chegando no lar mesmo às 23h30. A beleza é que no dia seguinte fui trabalhar às 8 da manhã!




Juro que eu queria ter escrito muito aqui durante a viagem, mas quem disse q tinha pique depois de caminhar quase 30km por dia conhecendo, visitando, buscando alimento, albergue, trem, busão e tudo mais?! meu, tô um caco. E claro que tudo valeu muito a pena.




Quanto a um balanço financeiro, que sei que é o que mais interessa a vocês, o plano era gastar no máximo uns R$6200,00 cada um. Por cima, já digo que não chegamos aos R$6000,00. Acho que uns R$5500,00 foi.




Não usei VTM - Visa Travel Money - Levamos dinheiro na xinxa(é assim que se escreve?). 2100 Euros.




O feriado de finados quebrou nossas pernas: todo mundo festeja o dia das bruxas pela Europa e, consequentemente, viajam, ocupando todos os hotéis e albergues dos locais mais e menos pop.


Também, depois do feriado tudo ficou bem e conseguimos hospedagem fácil, mas foi traumatizante, ainda mais pra mamorrr que achava que tudo estava organizadinho, com roteiro certinho e todas as hospedagens reservadas(como se eu não tivesse dito mil vezes pra ele que não faço isso).




Admito que deveria ter ficado mais esperta com este feriado. Não imaginei que levassem tão a sério e que viajassem pra festejar a data. Isto nos custou gastos acima do planejado porque ficamos hospedados em hotel umas duas vezes por um preço quase trez vezes maior do que ficaria se estivéssemos em albergue, e com café da manhã! Sem contar com a noite em que dormimos na estação de trem na bela e fofa cidade de BRUGES, na Belgica.




Bem, deixe-me falar do roteiro planejado e do realizado: quase tudo deu certo não fosse o aperreio da falta de hospedagem e o alto custo de tudo em Copenhague.


Acabamos não indo para Helsingor, perto de Copenhague por causa da falta de hospedagem, depois, quando fomos para Amsterdam estava tudo bombando e lotado. Passamos o dia andando por lá e nada de hotel, hostel, nem nas vitrines das vendedoras de corpos dava pra liberar uma caminha pra mim e mamorrr. Para quem gosta de Amsterdam, nossa experiência foi terrível. Uma multidão nas ruas, muita sujeira, o caos no trânsito, o mal da Europa que são as constantes reformas, principalmente em baixa temporada, e a tristeza de não ter conseguido fazer uma visita para Mariana, irmã de Camilitcha e Gabriela que já mora há alguns anos lá. Uma pena. Não dava pra focar, sabe? Muita muvuca e bagunça. e olha que apesar do feriado é período de baixa temporada. Vou ter que voltar em outro momento pra sentir a cidade de outro jeito.




Também perdemos de ir em Volendam e um outro Dam, perto de AmsterDAM(hahah), onde tem um bocado de moinho, de onde começou a história de baixar o nível da água nos países baixos e ganhar terreno.




Outro lugar que não conseguimos ir, mas por falta de dinheiro já, foi a Ilha de Córsega. Também vai ficar para uma outra vez. Agora vamos aos lugares que deram bem certo!!!!




Copenhague, na Dinamarca - Cidade fofa, limpa, bonita, organizada, plana, cheia de ciclistas. Aliás, o ciclista tem preferência a tudo e lá tem as bicicletas mais poderosas e diferentes. Você pode alugar aqui, como em tantos outros lugares, bicicleta para conhecer toda a cidade. Andamos Copenhague de opnta a ponta e é fácil se localizar nela bastando focar nas grandes avenidas, ou na estação de trem, ou na PEQUENA SEREIA. Ficamos num albergue poderoso chamado GENERATOR HOSTEL(busque no google), super moderno, com bar, baladas frequentes(que perdemos...)boa localização e se modernizando mais.




Ah! Você é fumante viciado? Mamorrr é e quase nos levou a falência lá porque um pacote de Marlboro custa, em média, 6,30 Euros, mais ou menos R$16,00. Momento de para de fumar, ou deixar de viajar pra Europa.




Vocês sabem que gosto de cemitério, mesmo que não tenha ninguém super pop "dormindo" nele. Então, mamorrr e eu fomos visitar um cemitério na Dinamarca e eu tava esperando ver alguma coisa estilo vicking, aqueles trançados simbólicos em pedras, mas nada. Agora o que é legal é que no local onde estão os mortos, tem vida. O pessoal passeia com cachorro, faz cooper, leva criança pra brincar...tem movimento. E muitos esquilo vermelho. Vi uma reportagem que na Inglaterra os esquilos cinza estão aniquilando os vermelhos com algum mal que carregam. Bem, na Dinamarca eles estão bombando.




Os dinamarqueses são muito gentis, todos falam inglês, bem ou mal, são conversadores e atenciosos. Mamorrr é desenhista de móveis e uma das coisas que buscava na viagem era ver o estilo de desenho de móveis em lojas e disposição de produtos em vitrines. Ele estava encantado com a beleza na apresentação das mercadorias, com o design tanto dos móveis onde ficavam os produtos como nos móveis para residências. As curvas, as cores, o charme, muito uso de couro e madeira. As pessoas não tem medo de ousar com mistura de materiais e cores que parecem não ter nada a ver.




A comida típica do povão é um cachorro quente com um salsichão, mostarda forte e cebola frita. É caro pra cacete e uma delícia. uns 6 Euros, por aí. Não lembro exatamente agora.




FOMOS PARA CHRISTIANIA. Pus uma foto aqui em um post antes de ir. Fomos lá. pedem pra não tirar fotos, mas eu tirei duas, toda suando. Tomamos duas cervejas TUBORG num bar lá dentro ouvindo Amy Whinehouse cantando "Valery" e foi inesquecível . Que momento legal. Que local diferente. Meu, eles vendem tijolo de maconha de várias qualidades em banquinhas na área livre de Christiania. Bem, avisam também que comercializar droga continua sendo ilegal. Acho q pra eles avisar já basta. Ali era uma comunidade alternativa que foi ficando mais modernosa com o passar das décadas. Tem vários barezinhos e aquelas mesas e bancos gigantes de pic nic em áreas externas, onde os jovens, principalmente viajantes curiosos, pedem uma breja, fumam seus cigarros e ficam olhando quem mais aparece. O chão é de terra, tem umas lojas de produtos artesanais e lembranças de Christiania, como camisetas, chaveiro com folha de maconha e seguindo mais adiante neste grande parque murado, aparecem as casa de moradores, algumas bem lambudas, outras muito normais, com muitas motos e carros abandonados, muitas plantações de verduras e legumes, bem arborizado tudo. Bem diferente e até interessante.




Da Dinamarca seguimos para a Holanda. Visitamos Amsterdam, Delft e Rotterdam.


Como já disse, pela dificuldade de hospedagem e da pova toda, fiquei bem retada em Amsterdam. Queria ir embora. Ainda mais que Amsterdam me lembrava Copenhague, mas mais feia e suja. Os canais em Copenhague eram muito mais elegantes. Falei pra mamorrr que o que queria era ver o letreiro I AMSTERDAM e ir embora ver se achava um lugar pra dormir em alguma cidade próxima, daí poderíamos voltar pra visitar a cidade mais sossegados e até ir pra VOLENDAM não sei o que. Mas não aconteceu. Fomos para Delft, uma cidade a 20 minutos de lá. Jogo rápido. Chegamos umas 10 da noite lá pela estação de trem e logo que pusemos o pé na rua mamorrr viu uma placa de hotel e uma mulher saindo na porta. Era a santa da "Fiona", algo assim, não lembro agora. Ela era a receps do hotel e estava indo pra casa. Aí, parei ela e perguntei se ela sabia de algum hotel na cidade onde poderíamos ficar e que poderiamos gastar até 75 euros aquela noite, os dois. Ela abriu a porta e aceitou a gente. Agradeci tanto a ela e ao hotel aconchegante e com uma capa macia pra passarmos a noite. A cidade? Uma graça! Ficamos encantados. Medieval, limpa tb, preço bom em mercado, hotel com WIFI FREE. Aliás, a maioria dos albergues e hotéis que ficamos tinha WIFI FREE. Eles já dava a senha pra gente pq levei meu lap top. GENTE: levem net book pq vale a pena. Facilita pra vc, pra falar com a família, pra fazer reserva mais adiante, pra checar preços e tudo o mais. Que ferramenta perfeita.




Amanhã continuo a história, ok? Preciso dormir. E as fotos vem depois. Por enquanto olhem no FACEBOOK - Veronica Farias - que têm várias por lá.





Até mais!!!!




V for Verônica

25 de out de 2011

Vou deixar a vida me levar para onde ela quiser....


É isso aí!

A mochila já tá no carro(sem cadeado, pq toda hora enfio uma coisa dentro) a mochila de ataque vai ter ataque cardíaco com tanto peso e eu levantei às 5 da manha pra deixá-las gordas.

Hoje é o grande dia! Mamorrr já me ligou e está arrumando as coisas dele.

20h15 sai o voo de Cumbica e tenho reserva só no primeiro albergue em Copenhague. Os outros vamos arranjando pelo caminho. É assim...


Serão 20 dias intensos. Sei que vou chegar(como sempre) na fadiga, mas pra mim vale muito a pena. Mais pra frente a coisa vai continuar, só que beeeem mais light.

As temperaturas estarão entre 10 e 20ºC, garoas chatas, céu cinza. Tudo bem, vá. Estamos lá.

Sorte pra vcs e sempre que possível escreverei aqui umas coisas e colocarei foto nas redes sociais, ok? Nada de promessas, apenas uma possibilidade.


Dia 5 de novembro estaremos, como planejado, embaixo da TORRE EIFFEL, com queijo e champanhe, comemorando os 48 anos de mamorrr. E que venham todas as jornadas que vierem!



V for Verônica

e

Mamorrr

24 de set de 2011

For you travelers from abroad - vote for me for a job - STUDENT TRAVEL BUREAU


Ranyta, I told you I would write one in english so you all from other lands could give a hand on helping me get this job. I'm a little bit tense for some reasons as I have a great love with me and he's backing me up but his heart is acking. Mine too, you see, but traveling is something that I do so well in my own way... And I know I touch hearts and make people dare to go abroad, sometimes risking their "reputation to themselves". People feel like their not able of doing a trip, or dealing with the unexpected. When they travel and something happens they realize that their thought turn rational and they use parts of their brains they usually dind's activate, because they're always in a "safe state". Well, let's see what this job could give me and what i can offer to all those travellers to be. You guys can visit my page. ther are posts in english there and I welcome traveler to Brazil and give them some tips about brazilian culture. The way we are and the way you should be during your stay. Hope you enjoy and give a click in my BLUE HEART. Did you see my Maverick on the picture? The car? and my poor boots tha take my feet around the world? I guess that's something for you to get to know a little about me, guys! Take care, vote, and maybe I'll meet you somewhere arond this world that is, still, wonderfull!

this is the link - http://www.embaixadorstb.com.br/discover/notas.php?id=6011

23 de set de 2011

Entrevista de emprego - stb discover

Viajantes,

Entrem na página do STB e inscrevam-se para o emprego dos sonhos!
Leiam as instruções e se estiverem no perfil é só fazer o super cadastro.

Peço também o voto de vocês no meu perfil - Verônica Farias dos Santos

Se vocês acharem que será uma boa para mim, agradecerei pelo voto. Ele não será o ponto decisório para a contratação, mas é uma forma de verem a simpatia do público com o candidato.

É só acessar o link abaixo e buscar pelo meu nome lindo.

http://www.embaixadorstb.com.br/discover/estilo.php?id=6011

Ainda sestou aprimorando a página. Apenas estou sem tempo por causa de cucursu. Caso consiga o trabalho, concursos, só se um dia mudar de emprego.

A gente tem de acreditar!!!!

Sucesso para nós!

V for Verônica

5 de set de 2011

O que tem a ver Justin Bieber e Freddie Mercury hoje?







ADQUIRA MEU LIVRO SOBRE MOCHILÃO - MEU PÉ QUE ME LEVA PELO MUNDO - CLICANDO AQUI _________________________________



Sempre (sempre mesmo) fui fã do QUEEN! Minha tia Ione tinha um CD, mais conhecido "naquela época" como COMPACTO(hahaha) que tinha de um lado "Love of my life" e do outro "Somebody to love", e assim, aos 4, 5 anos, esta banda entrou pelos meus ouvidos. Aos 7 anos, minha irmã Mônica, naquela época, com 11 aninhos, gravou em fita K-7 o show deles no Morumbi, que foi veiculado pela rádio Bandeirantes FM. Era 1981. Mamorrr estava lá! Temos a fita até hoje!

Depois de alguns anos, apareceu a primeira "boys band" por aqui: MENUDO. Eu era roqueira de espírito já e, para fazer parte cheguei a comprar broche deles em camelô. De preferência do Charlie, que era bonitinho para os padrões de 80. Ricky Martin era "menininho" e muito fofo para meu gosto.

Anos passam e fã jovem é fã jovem.

Apaixonadas e apaixonados, acampando, vindo de longe com seus pais parceiros e amigos, fazem plantão primeiro pra comprar ingresso; depois, pra ficar no gargarejo do gogó do jovem BIEBER.

Nestes tempos de fenômenos, diria que Luan Santana(também pisciano) é a explosão brasileira tal como Justin Bieber. Sintam-se lisonjeados, jovens fãs. Este é um post de admiração.

Levar uma orda a uma composição poderosa de energia, arrastar gente do mundo e de várias partes de um país para ver um ponto de luz é muito poder, mesmo que temporário. Eu sei qual é a busca.

Como este blog é de viagem, já recomendo para vocês que vêm a outros estados para ver seu ídolo pop, que, se tiverem tempo, ou dinheiro(nem precisa de muito), conheçam as cidades, hospedem-se em lugares centrais, visitem pontos turísticos. Façam deste show um brilhar de vocês mesmos e da aventura de vir ao evento em si, um momento de aprendizado, crescimento espiritual e congregação com pessoas que estão na busca do mesmo que você: JUSTIN BIEBER! hahaha!

Enxerguem além do show, observem o público, perguntem a experiência de cada um para chegar até o momento em si, quais os perrengues, como juntaram grana, o que estão trazendo, quanto tempo tem, de onde vem e quando vão. Façam o momento perdurar até o fim.

No final, a busca verdadeira em Justin Bieber será maior. Ele é o canal, a visão, a primeira imagem daquilo que todos nós buscamos na vida, por um momento, para vários momentos.

Viajo porque me faz bem. Quero que você experimente isto porque é bom, traz boas energias, faz a gente melhor.

Na vida a gente busca amor, a gente encontra "mamorrrr", e a gente canta com Justin Bieber, Queen, Metallica, Ricky Martin, duplas sertanejas e tantos outros sons para o coração.

Justin Bieber tá trazendo algo muito especial para muitas pessoas e é isto que vale. Freddie e o QUEEN sempre trazem isto pra mim, mesmo quando só viajo no som:


É FELICIDADE!

Venham mochilar até os shows!
Feliz aniversário aí no universo dos que já foram, Freddie!
"Tonight, I'm gonna have myseeeeeelf a real good time
I feel aliiiiiiiiive
and the wooooooorld
Turn it inside out, yeah
I'm floating arouuuund
in extasy, so
DONT STOP ME "EVER"!" baby, baby, baybeeeeeeeeee"


V for Verônica

19 de jul de 2011

Meu livro de mochilão volta a ser R$18,00!!!

MEU PÉ QUE ME LEVA PELO MUNDO,

O BARATO DE MOCHILAR
SÓ,
COM POUCA GRANA E CURTINDO
Como estão todos?

Gente, passei em outro concurso e já estão chamando pra assumir. O que é que faço?

O ENVIO É COM CORREIO SIMPLES INCLUSO PARA TODO BRASIL!!!

PARA ADQUIRIR UM BASTA EFETUAR O DEPÓSITO DOS R$18,00 EM MINHA CONTA NO BRADESCO: AG. 2388 CONTA 31502-8

MANDE NO MEU E-MAIL OS DADOS DO DEPÓSITO OU COPIA DO DEPÓSITO PRA EU DAR BAIXA E MANDE JUNTO SEU ENDEREÇO COMPLETO E SE QUER DEDICATÓRIA. COLOCO NOS CORREIOS E EM 2, 3 DIAS VOCÊ RECEBE O LIVRO EM SUA CASINHA!

FALE-ME SOBRE VOCÊ, SOBRE SEUS PROJETOS, PRA EU ME INSPIRAR NA DEDICATÓRIA!

PEÇA O SEU PELO

PARA SABER DO QUE SE FALA NO LIVRO, JÁ ADIANTO QUE É PRA QUEM NÃO SABE NADA DE MOCHILÃO, OU TEM MEDO DE TENTAR, OU NÃO SABE POR ONDE COMEÇAR. AQUI NÃO TEM DICA DE ONDE IR, MAS DE COMO IR E MELHOR APROVEITAR SUA VIAGEM.

CLIQUE AQUI PARA MAIS INFO

CONTINUEM ACOMPANHANDO O BLOG QUE EU CONTINUO ESCREVENDO SOBRE COMO APROVEITAR O MELHOR DE UMA MOCHILADA!

Felicidades a todos e
Vamos mochilar?
Foto dos familiares à la "Caravaggio"

V for Verônica

17 de jul de 2011

Scarlet Freddie O'hara Mercury - Uma nova estrela junto ao Roque

Mais uma pra formar a constelação dos bichinhos daqui de casa.


Gatinha virou estrela neste dia 12/07, dia em que o Roque nasceu.
Meu, ela já ia fazer 16 anos em agosto. Olha que beleza!




Viveu bem, comeu bem, dormiu bem, fez xixi em tudo quanto era lugar que NÃO PODIA, dormiu muuuuuito comigo e entre mamorrr e eu.Aí, foi caducando cada vez mais, emagrecendo e morreu, como é.


Vai lá, gatinha! Miar nas noites, resmungar com o Roque, brilhar como as estrelas de seu nome.


TUDO


DE
BOM!!!


Sua titia,



V for Verônica
08/95 a 12/07/2011

10 de jul de 2011

Mochilão nos céus de outubro escandinavos e novembrianos marselheses





Depois de muito enrolar pra decidir o roteiro (porque eu queria começar pela Romênia ou Turquia e mamorrr queria era chegar logo na França) optamos por começar pela Dinamarca. Nossa! Que virada de roteiro!

Tudo começou com mamorrr querendo ir para a Itália (outra ideia) conhecer a terra dos Pellizzer, que vem de uma família de peleiros franceses que se instalou ao norte da Itália e que teve alguns desgarrados que vieram para o Brasil e se reproduziram, produzindo MAMORRR.



Mamorrr coleciona miniaturas de motos e carros e também os comercializa na Mercado livre. Acontece que a coleção é grande e tem um bom dinheiro investido. Ele, então, decidiu que venderia tudo e que nós iríamos fazer um mochilão este ano porque ele precisava espiritualmente ir para a Europa este ano(ele é exagerado e muito querido). Já vendeu parte de sua coleção e falta pouco pra completar o que vamos gastar por lá.

O plano é passar 20 dias mochilando, porque é o dinheiro que eu também consigo juntar (ou emprestar) neste período. Como terei minhas primeiras férias de trabalho em 3 anos resolvi que valeria a pena o "sacrifício" e vendi 10 dias de trabalho, além de pegar 50% do meu 13º para ajudar e as vendas do meu livro que também ajudam, sem dúvida.
As temperaturas estarão entre 18 e 8ºC segundo pesquisas, o que siginifica que a mochila vai pesada de roupa de frio. Ou mais leve, vá, porque vou tomar menos banho! Ráááááái! (Deixa mamorrr ler isto. Ele fala que vai me esfregar com caco de telha).


Vamos ao roteiro:

25/10 - 20h15 sai o voo de Guarulhos, Air France (comprado diretamente na página deles) para Compenhague, que significa "cidade dos mercadores", com conexão de uma hora em Paris. Sempre fiquem muito atentos a estas conexões de pouco tempo;

26/10 - 14h25 chegada em Copenhague e ida para um albergue que será reservado com um mês de antecedência;

27/10 - Copenhague;

28/10 - alguma outra cidade da Jutlandia, ou viagem de navio à Noruega que tá do ladinho; Isto é o que supomos pq pesquisei pouco...

29/10 - uma nova cidade;

30/10 - volta para Copenhague e voo noturno para Amsterdam (valor pela easyjet R$90,00 aprox)

31/10 - Amsterdam - ver Mariana

01/11 - Amsterdam

02/11 - provavel visita a uma prima de mamãe, Loide, em Maastricht(acho) - trem para Bruxelas;

03/11 - Bruxelas e a noite a caminho de Ardennes - Bastogne (campo de batalha da II guerra Mundial);

4/11 - Bastogne e trem para Luxemburgo;

5/11 - Luxemburgo e caminho para Paris porque será o aniversário de mamorrr e ele quer estar à noite embaixo da Tour Eiffel tomando champagne e comendo queijo Rockefort (hihihi) - ficaremos dia 5 e 6 em um hotel Ibis que está com preço simpático para podermos "comemorar o aniversário";

6/11 - Visitando Versailles que todo primeiro domingo de mês é gratuito (como o Louvre e outros museus)

7/11 - Visita a Paris, cemitérios e atrás de outro albergue pra gente continuar passeando;

8/11 - Hotel dos Inválidos e passeio por Paris;

9/11 - Mais um dia em Paris, claro;

10/11 - a caminho da Normandia pra visitar uma das praias do desembarque dos aliados;

11/11 - a decidir

12/11 - a decidir

13/11 - a caminho de Marselha - passagem de fuga da II Guerra Mundial para o Marrocos (França Livre);

14/11 - conhecendo Marselha;

15/11 - 06h25 pegando voo pra São Paulo, com conexão em Amsterdam - espera de 2 horas - e chegando às 19h15 em Guarulhos.

Sobre os custos:

A passagem aérea será parcelada no cartão em 5 vezes - R$1908,05, pela Air France.

Tenho seguro de viagem pelo meu cartão de crédito e já estou pegando todas as info para usá-lo. Já mamorrr vai gastar uns R$140,00 com o seguro, aproximadamente.

Pretendemos comprar um passe de trem "Flexi pass" para Benelux(Holanda, Luxemburgo e Bélgica) e França, por R$700,00, cada, que nos dará direito a 5 viagens em 2 meses por estes países. Duas ou mais pessoas viajando de trem juntas também tem desconto, mesmo que não tenham mais 26 anos!!!!

Levaremos R$3000,00 cada, sendo que não usaremos tudo, provavelmente, porque os valores de transporte (trem e avião interno) estão inclusos nestes três mil, só que pedem uma comprovação de, ao menos, R$120,00/dia para estar em alguns países. Podem pedir para ver o nosso, então vamos levar no VISA TRAVEL MONEY, e meu cartão de crédito, que não pretendo usar porque vai ter incidência de 6% de IOF a cada compra. O negócio é economizar e levar dinheiro puro mesmo.

Será um custo de, aproximadamente, R$210,00/dia, que incluirá, hospedagem, alimentação, todos os transporte(inclusive ida e volta do Brasil) e atrações. Ah, é baixa temporada, então as coisas estão mais em conta também. Contamos com isso.

O custo total, será de R$5650,00 cada, sendo que, se soubermos não abusar, voltaremos com dinheiro. Daí a gente conta pra você.

Tudo isto é projeto porque, quem me conhece, sabe que as coisas podem mudar no meio do caminho. Mamorrr é que gosta das coisa mais certinhas. Vamos ver como nos sairemos!!!


Nos próximos posts, falarei sobre as poucas reservas que farei e do passe de trem que comprarei. Tudo pela internet.



Tudo


de

bom!



Favel!


17 de mai de 2011

Insegurança, sem zona de conforto: é isto aí, Michael Kepp!

PARA ADQUIRIR MEU LIVRO SOBRE VIAGEM ECONÔMICA - MOCHILÃO - CLIQUE AQUI
____________________________________________


Estava eu, na minha vida de trabalhar e ler jornal pra me atualizar, colocando em dia uma semana passada de Folha de São Paulo, quando leio o editorial do caderno Equilíbrio do dia 3 de maio, escrito por Michael Kepp.
O que me atraiu na leitura foi o destaque do texto em negrito:


"No tempo que passei pegando carona nos EUA, aprendi que a segurança só vem se abrimos mão dela."

Puts! É tudo o que acho que acontece no mochilão!
Este estadunidense "radicado" há 28 no Brasil, estava escrevendo sobre se colocar em situações difíceis para engradecimento interno.
Ele fala no texto que nos seus 20, 30 anos, passou muito tempo pegando caronas pelos EUA e carregava uma placa que dizia "QUALQUER LUGAR, MENOS ESTE" . Não sei se ele tirou isto das próprias ideias, ou se viu um filme, viu alguém fazendo, leu um livro que o inspirou, mas sei que foi levado pelas energias do universo a fazer o que achava ser "a coisa certa".
Ele diz que ao se colocar em uma situação aparentemente insegura por um tempo indefinido e aceitando suas consequências, aprendeu a desenvolver uma segurança interior. Falo muito sobre isto, principalmente depois que a gente volta do mochilão. Parece que tudo é mais simples e que os problemas têm menos importância se comparados com as maravilhas que existem no mundo.
À época, ele vivia de bicos e se estabilizou temporariamente em algumas cidades estadunidenses e europeias, até que se encontrou no Rio de Janeiro. Gostou do jeito do carioca, totalmente diferente da frieza europeia.
Para ele, que é jornalista free lancer até hoje, trabalhar assim, "viver à margem de uma profissão, como viajar à beira de uma estrada, ensina que a segurança vem de ter fé em si mesmo." Meu, gostei disto. Acho que, deste jeito, eu tenho fé. Essa coisa de geração "x", "y", e sei lá qual a próxima letra que chegará, que venha! Apesar de toda esta agitação, o que eu quero é estabilidade para viver, para viajar, para valorizar meus amigos. Estabilidade do meu jeito, claro!
Michel Kepp também diz que "muitos jovens - que não viajam mais como jovens viajavam há 40 anos, fosse em quilometragem, fosse na psicodelia - conhecem o terno e a gravata antes de conhecerem a si mesmos." Isto é uma realidade dolorosa ao menos para mim, que quero ser da geração boomers, da qual não faço parte, só pela estabilidade que tinham.
Falando de auto-conhecimento, é bem o que ele quer mostrar aqui, ao menos em minha percepção. Descobrir-se nos riscos de se ver em lugar não conhecido, com pessoas não conhecidas e cultura de cobrir os corpos, fumar narguilé, carregar toras, domar cavalos em pelo, comer black puddin (arrrrghhhh!), fish n' chips, não dar três beijinhos, falar gritando....nossa! Culturas diversas que moldam nossa mente e espírito da melhor forma: amorfa. A mente que é uma argila sempre pronta a aceitar e incorporar o melhor do que vier. Sem medo; só positivismo.

Aventurem-se! Michael e Verônica recomendam!

Aventurem-se por uma vida mais bem vivida.

E como ele diz
"para que a vida passe por você, ao invés de você passar pela vida".


Vão logo mochilar que já se faz tarde!!!!

V for Verônica


Michael Kepp é autor do livro de crônicas "Sonhando com sotaque - Confissões e desabafos de um Gringo Brasileiro" (ed. Record)

20 de mar de 2011

Vocês já viram este blog de Eber Guny na CI?

Eber, após uma trilha de 4 horas nas Highlands - Escócia - O nascer de um mochileiro

Gente, totalmente concentrada em outras coisas. Perdão.

Isto tudo pra poder voltar a fazer minhas mochiladas, agora junto ao "mamorrrr"

Pra não deixar os futuros mochileiros, viajantes do mundo abandonados e me abandonando, sem contar suas jornadas, cá estou, deixando, mais uma vez, um endereço de mochilada de 2007 do meu amigo Eber Guny. Ele fez a viagem pela CI, mas dando aquele "twist" com o q aprendeu no mochilão que fez comigo no ano anterior.

Tem bastante texto e bastante info. Visitem: http://www.ci.com.br/viajante-ci/blogs.eber-mochilao-e-aventura/semana.1

Ah, e ele criou um portal de mochilão( MOCHILÃO SEM FRONTEIRAS. Conhecem?), mas precisa de pressão porque aconteceu "alguma coisa" e ele saiu do ar. PRESSÃO NELE!

Tudo de bom sempre.



Só consigo por foto no final ou no começo desta porracaria.




V for Verônica

18 de jan de 2011

Ói eu aqui, Ó, em 2011! Falando de mochilão e profissão!!!

Faz tempo que estou longe de vocês, não!?
Feliz 2011!!!!

Eu tô viva, trabalhando e estudando bastante
e é por estas boas causas que desapareci daqui. Viajar que é bom ainda não rolou nestes últimos meses. Vai acontecer, podem ficar sossegados.

Estou fazendo um curso de pós graduação em Comunicação Organizacional que está sensacional. Fico imaginando trabalhar na área de Relações Públicas de uma grande Agência de Turismo. Isto seria muito bom, principalmente porque as RP são a área da integração entre todos os públicos. O público cliente interno (que precisa comprar a ideia da agência), o público cliente externo (que são os clientes pessoa física e jurídica), todos parceiros no projeto, a partir do momento em que dizem “sim” para o serviço oferececido pela Organização.

É! Tô bitolando em comunicação. E preciso bitolar. O mais legal de tudo é reconhecer no discurso dos professores a IMPORTÂNCIA DO CONHECIMENTO, DA CULTURA, DA EXPERIÊNCIA NA VIVÊNCIA EM OUTROS PAÍSES.

Conhecer tipos de pessoas, para a comunicação, é o essencial. Reconhecer perfis, saber se adaptar a situações, compreender comportamentos diversos ao seu no ambiente de trabalho. Nossa! Estou onde deveria estar. E preciso viajar e conhecer o mundo muito mais (claro)!
Reconhecer problemas comunicacionais dentro da Organização onde se presta serviço é uma das formas mais rápidas de se resolver crises. COMUNICAÇÃO É TUDO. Em qualquer área da vida. Aí eu entro com o MOCHILÃO DE NOVO!!!!

Em meu livro, falo sobre o que você desenvolve durante uma viagem neste estilo: cultura, psicologia, administração, economia, antropologia, sociologia, história, ecologia, desinibição, e, o mais importante de tudo, DIGNIDADE e HUMILDADE.

As organizações buscam pessoas com espírito forte, inovador e independente. Vejam que falei PESSOAS. Não estamos mais nos Tempos Modernos de Charles Chaplin(foto de Charles mais embaixo, comendo um milho, sendo servido por uma máquina). Somos seres que pensam, opinam e se emocionam, “de P a P”, desde o Porteiro até o Presidente da Organização(palavras de Paulo Nassar, um dos excelentes professores do curso GESTCORP).

Se você tem a oportunidade de conhecer o mundo, outros tipos de gentes, culturas, formas de viver, perca este medo bobo! Pessoas são iguais em todo lugar. Boas ou ruins, a bondade é maioria.

Estava lendo em uma SUPER INTERESSANTE antiga sobre cães (Lá em cima. Não consigo colocar as fotos no lugar. Merda....), onde dizia de onde havia surgido o cão doméstico. Ele veio dos lobos, só que os mais afáveis sobreviviam, pois conseguiam se aproximar do homem e ser alimentados em épocas difíceis. Já os lobos com instinto mais violento, passavam fome e iam desaparecendo. Assim, a seleção natural dos mais dóceis se preservou.

Certo, somos de outra raça, mas somos animais e nossa seleção é idêntica. Já ouviram falar no “prêmio Darwin”? Ele também fala sobre seleção natural. Acessem a página e vejam vocês mesmos. "Homenageando aqueles que melhoram a espécie humana se retirando dela".

Sobre a dignidade em viagem, posso dizer que você pode se sujeitar ao que é possível. Muitos gostam de viver no limite e passar pelo que considero humilhações. Passar fome para guardar merrecas de dinheiro durante a viagem (tem gente que faz isso e acha digno. Cada um com suas concepções, certo?), Arrebentar os joelhos, carregando uma mochila de 13 kg, economizando em determinado transporte sem verdadeira necessidade, dormindo em locais suspeitos também por economia porca. Viram que tudo envolve dinheiro? Muito da dignidade está ligada ao uso que você faz do seu dinheiro. Seja sábio, seja humilde e seja DIGNO COM VOCÊ MESMO. Cada pessoa tem seus limites e o mochilão faz você descobrir que limite é algo que você inventou pra lhe confortar. Amplie seu horizonte e veja o mundo de possibilidades profissionais, espirituais, emocionais que está diante de você.

O mochilão, pelo seu jeito de ser, mostra, à força, muita coisa para o viajante. Ele lhe coloca em situações em que você terá que agir de qualquer jeito para dar continuidade a jornada. Seja mudando seu curso, reservando uma hospedagem, fazendo um novo amigo, despedindo-se de outro. Ai, isso é o mais difícil: despedir-se das pessoas do caminho. Daquela CONVERSA toda complicada em outra língua, daquela leitura terrível do mapa da cidade que fez você darem muitas risadas depois da terceira volta seguida no mesmo lugar, do cerveja quente no pub norueguês que na verdade estava deliciosa, junto com a companhia, as verdades que se diz ao desconhecido mais conhecido do momento. Isso engrandece a gente. Dói muito a despedida, a pergunta do quando veremos aquela pessoa tão especial de novo neste imenso mundo.

De todas as relações que temos durante a vida, citando aqui a profissional, a familiar, os amigos, temos que lidar com conflitos, seja de uma frase mal dita(maldita frase), uma emoção mal expressada, uma leitura errada dos sinais do outro, a mais importante de todas é a nossa relação CONOSCO. Se você estiver infeliz com você, com a forma com que sua vida está lhe tratando, só você poderá transformar as coisas. O mochilão, mais uma vez, serve como terapia para você. Ele lhe coloca em contato com seus instintos, em situações diversas das usuais, busca dentro de você a solução para a melhor sobrevivência. Será assim que você se conhecerá melhor, saberá lidar da melhor forma com situações e será um ser mais evoluído e sábio em diversas relações.

Profissionalmente e psicologicamente uma viagem como esta lhe trará tantos benefícios quanto lhe traria um curso teórico de administração, ou um ano de terapia. Claro que até recomendo a terapia, dependendo do seu grau de distúrbio. Desconheço muito da área da saúde, mas gosto de ler pessoas. Então, como não posso prescrever medicamento, prescrevo viagens com receita mochileira.

Acho que o mochilão já está tratando um bocado de gente pelo mundo. E eu estou ficando sem este medicamento há tempos!!! Ai! Ai! Ai!

Ah, e sobre AMOR AO TRABALHO, entenda que o local onde você trabalha é apenas o local onde você faz uma troca de serviços; ele não é SEU. Faça o melhor nele, mas não se apegue. Pessoas são insubstituíveis sim, cada uma com qualidades inerentes, jeitos, emoções, diversões, energias, mas muitas pessoas ainda vêem gente como nos Tempos Modernos. Tempos que estão ficando cada vez mais velhos e ultrapassados. Aprenda, conheça, comunique-se bem, estude, respeite e ame. Transforme sua vida em algo especial. Afinal, isso é tudo que temos a fazer em vida: VIVER BEM.
VIVER e VIVER e VIVER.

E vá logo preparar seu mochilão!


V for Verônica
Fotos diversas de VIDA que não consigo colocar no meio do texto. O que está acontecendo com o blogspot? Ou seria meu computador????

Esquilo na minha goiabeira

Casa da Cultura em parque na cidade de Itatiba

Eu, pintada de Gueixa, coisa linda

Mamorrrr nos trilhos do trem de Louveira e a lua cheia acima

Mamorrrr e Pandi na estação de trem de Louvercity

Katchenha, Fernandinha, Pandi e Mamorrrr. Ao fundo, igreja de São Sebastião, em Louvercity

Yo y la luna

No ritmo da balada em Itatiba

As sombras da noite Louveirense: Mamor, eu, Eber, Fê e Elvis e
o amor no caminho do morro do Biscuola. Ai, ai....