08/09/2014

A Vida Secreta de Verônica Farias

Desculpaê, mas adoooooro estas "gracenhas"!

A sinopse é basicamente esta: Verônica era uma frequente viajante que mudou para o interior depois de ser demitida de seu super trabalho em São Paulo (onde achava que trabalharia eternamente). Depois deste choque foi ficando apática e descrente de um futuro melhor, mesmo tentando ser econômica.


Neste tempo de interior - 6 anos - está prestes a quitar sua casa, tem um amor há 5 anos e com ele, ganhou mais uma família. Cria 3 cachorros especiais de amor, mudou de emprego 4 vezes, fez boas amizades, caminha bastante, engordou uns 10 quilos e procura manter contato com o povo da "cidade grande". Viajou para fora só mais uma vez. As outras viagens foram pelo Brasil mesmo, visitando a família que fica mais barato.

Video "Pluto", de Björk
"Escuse me, but I'm going to explode......"
O que tô tentando dizer é que temos nossas fases de "inatividade", parecemos ter travado nossas vidas. Nossos objetivos parecem nunca ser atingidos. Mas lembremos e, gregariamente, pensemos que a situação está ruim para muita gente. E que muitas vezes quando achamos que estamos parados, as pessoas e as situações nos mostram que estamos ativos. É só atentar para o que parece não se mover.

Este ano tomei decisões em minha vida e estou visualizando um futuro próximo no caminho do que realmente quero. O momento para conseguir um emprego melhor e, desta forma poder ver com mais frequência meus amigos, minha família e O MUNDO.

Gente, você sente quando o momento chega. algo começa a conspirar ao teu favor. uma energia que não diminui. Um desejo de resolver, de alterar, de crescer e acabar com a inatividade estranha ao nosso jeito de ser.

Assim como Walter (o do filme A vida secreta de Walter Mitty), há o momento em que toca Space Oddity(hahahahaha) e você sai correndo em câmara lenta em direção ao helicóptero, sem saber se aquilo vai dar um bom resultado; o que sabemos é que do jeito que está é inaceitável.

GIF do salto do Walter pra a realidade.
Cara de "Cacete! O que foi que eu fiz?
Eu tô muito doido! Não acredito! Não acredito! Acredito!!!"
Sempre falo da vida da gente. A vida curta que temos. Eu já estou com 41 anos!!!! Viajo desde criança, mas não estarei satisfeita nunca. Cada ano que não conheço um novo lugar fico chateada porque este era meu plano. Isto está impossível, mesmo para uma mochileira. A economia no Brasil e as condições de emprego estão tragicômicas. Sobrevivo para pagar contas.

Esta inatividade também me ensinou que nada é certo. Não há o bem para quem só faz o bem e o mal e injusto para quem é ruim. As coisas acontecem como as gotas de chuva que caem; Elas molham tudo, podem alagar o que já está cheio e afogar o bêbado que cai de cara em uma poça. O meteoro que cai no nosso quintal pode ser a bênção ou a desgraça se antes acertar a cabeça de um de nós.

Estou bem pensativa ultimamente. Estou sentindo próximo o momento da mudança. Contarei a todos e espero a energização de vocês em mim. Eu estou sempre torcendo pela realização de vocês o mais breve possível.

Meu desejo para vocês é que se empenhem para serem pessoas melhores, para que façam mais por vocês e pelos que estão a volta. Para que acordem para a realidade do que é perfeito. Para que voltem a natureza nômade e adquiram de novo a pureza no olhar e vejam como o homem e o mundo ainda são maravilhosos.

Kleiton no Central Park,
Mochilão começando em Nova Iorque - agosto de 2014
Caminhem mais! Comam novidades! Falem com estranhos! Deem a vez, sejam gentis! Lembrem-se de que no trânsito todos somos pedestres. Aproveitem o tempo de ócio para aprender algo. Durmam nas tardes preguiçosas e amem o amor de vocês. Vejam seus amigos sempre que possível. pode ser o ZAP ZAP mesmo. E saiam para um bar ou para caminhar SEM CELULAR!!! Eu gosto de celular, mas, sabe, ele tá deixando a gente muito comunicativo  - com quem não está ao nosso lado.
De pouquinho pintando meu muro.


Desejo aqui,
muitas coisas boas para nós!


V for Verônica



23/11/2013

O viajante iluminado e as sombras de Sócrates.

ADQUIRA MEU LIVRO SOBRE MOCHILÃO - MEU PÉ QUE ME LEVA PELO MUNDO -  QUE ESTÁ QUASE ESGOTADO (!!!!) CLICANDO AQUI
Lá estou eu lendo O MUNDO DE SOFIA, que meu amigo Kleiton emprestou depois de um noite de tagarelices filosóficas junto ao meu filósofo preferido, MAMORRRR, quando me dou conta de que adoro filosofar. e, melhor ainda, sou tão filosófica que "sei que nada sei"! hahahaha

Kleiton é meu (único) aluno de inglês, o qual doutrino na arte da VIAGEM INDEPENDENTE.
O rapaz é mais uma prova da força que uma viagem independente traz para o espírito e da nova visão de mundo que ela nos proporciona. "Nova visão de mundo". É daí que venho falar do chato do Sócrates.

Coitado do cara, na verdade dizem que ele era chato, mas não conheço ele tanto assim pra considerá-lo uma mosca barulhenta. Apesar, apesaaaar de que uma pessoa que fica te perguntando, te questionando, te cutucando como uma criança de 5 anos deve ser muito chata. E era isso que Sócrates fazia. Ele questionava pessoas ao esgotamento só pra entender como cada um pensava e para questionar verdades absolutas e razões que acabavam se tornando infundadas. Tanto ele fazia que colocava seus questionados em contrariedade. Tudo para mostrar que sempre deve-se questionar a vida e descobrir a questão certa a se fazer e mostrar que mais sábio era aquele que sabia que não sabia nada.
Aquele que busca o conhecimento tem a vantagem de enxergar mais que os outros. os que enxergam mais DEVEM por questão de humanidade tentar fazer outros enxergarem. O conhecimento deve ser partilhado.
A famosas história das sombras na caverna, contada ao irmão de Platão, Glaucon  por Sócrates, mentor dos dois, fala bem disso.

Todos nós em nossas cavernas profundas, acorrentados psicologicamente, observando a vida das sombras que se refletem na parede por causa da fogueira, único conforto do local além da segurança de NADA ACONTECER.

De repente, um de nós está livre de correntes, atravessa a fogueira, se põe do lado de fora e, quando retorna pra contar o que viu, não consegue enxergar direito, pois a claridade da luz do sol ofuscou sua vista no retorno ao escuro. Ficou quase cego e sendo gozado pelos demais.
Vamos falar sobre este cara que foi pra fora e não conseguiu mais enxergar como os outros caras da caverna?

"A pessoa que está agora reorganizando e polindo estas mesmas notas, eu, não sou mais eu, pelo menos não sou o mesmo que era antes. Esse vagar sem rumo pelos caminhos de nossa Maiúscula América me transformou mais do que me dei conta. "
Foto: Alberto Granado e Ernesto Guevara (Che)

Vamos falar sobre este cara que foi pra fora e não conseguiu mais enxergar como os outros caras da caverna? Não especificamente de Che Guevara, mas do indivíduo que deixa o conforto de seu lar, do sofá de sua casa, das imagens da televisão pra dar uma caminhada pelo bairro, um passeio pela cidade, uma volta pela praia, uma conversa de parada de ônibus, que via atrás de uma novidade e faz o tempo passar mais devagar enquanto aprende. 

Todos querem apenas as coisas boas, mas como saber o que é bom se não experimentamos? Por que achar que o que você está desfrutando é a plenitude quando se sabe que há mais do que sombras no mundo?

O homem tem por hábito deixar que as coisas venham até ele. Nosso governo nos (des)educa assim. É desta forma que achamos que só o que trazem para nós é o que vale. Não buscamos respostas, justiça, não olhamos a necessidade do outro, do mundo. Esperamos pela nossa recompensa pela obediência de esperar que nos deem o que nos é devido. Este ano de 2013 mostrou, GRAÇAS AO UNIVERSO, que há muitos reagentes a esta forma de pensar. Infelizmente, há também infiltrações, vírus para dizimar estas pessoas, para evitar que se proliferem mais rápido do que o vírus do EGOÍSMO, da COMODIDADE. 

Pare de viver de sombras; enxergue o que dá forma a elas. Saía de sua caverna. Ajude o universo a conspirar pelo melhor. Enxergue mais. Deixe-se levar pelos ensinamento do mundo. Seja grande. Aprenda a compreender, respeitar, saber como questionar, usar sabiamente seus recursos mentais e materiais. Aprenda a ESCUTAR para aprender mais.
A VIDA É CURTA DEMAIS PRA CULTIVAR HEMORROIDAS. HAHHAH

Todo homem é capaz de tudo bastando que ele acredite e se dê a chance de obter ferramentas para realizar grandes coisas. Estou falando mais de ações filosóficas, integração com o mundo do que de matéria, construções, invenções. Tudo isso é bom, mas irá muito melhor com uma mente sã, questionadora, permissiva ao conhecimento e respeitadora das diferenças. Chata como Sócrates.

Pergunte, seja curioso, seja respeitoso, entenda que hoje você poderá, sim, ser inquirido pelo seu jeito de ser, mas nada que possa ser comparado ao horrendo clero de outros tempos.

O mundo responde muitas coisas para nós e é por isso que incentivo tanto que as pessoas viagem de forma independente. A realização da viagem já é uma resposta pra tantas questões de "consigo? não consigo?" que nos fazemos. Fazê-lo sozinho é vitória dupla. Foi VOCÊ MESMO quem se esclareceu, se ajudou, se ensinou.

Viajar de forma independente, mais do que "a passeio" ou em excursão, é mais do que enxergar o que faz as sombras; é ver a luz que deu a forma.

A luz que nos cegou totalmente de nossa vida anterior.
Já somos diferentes desde a primeira jornada independente e nunca mais seremos o que um dia fomos.

Um HD que não tem mais espaço para tanta informação, tantas cores, cheiros, pessoas, formas, toques, sentimentos novos, experiências.


E, aí?
Deu vontade de mochilar?
Em mim deu  DE NOVO!

V for Verônica

30/05/2013

Backpackers coming to Brazil: Bienvenidos, Welcome, Bienvenus, dai, che bello che sei qui!

MY BACKPACKING BOOK? MEU LIVRO SOBRE MOCHILÃO? CLIQUE AQUI
ONLY IN PORTUGUESE!

Hallo, guys!
a barbecue at home and "mamorrrrrr"(my beloved)

This is my second post in english, welcoming to this country all visitor from abroad !

We, brazilians don't have that Strong backpack spirit. We are mostly tour agency group travelers, but that is going to change (with my and your help).
I usually say people are alike everywhere, but I must admit we are more caring and charming than many other peoples I've met or heard of.

Brazilians are quite worried about their impression in other peoples and try to do their best in order to make the foreigner feel at home. Be certain we'll make you try all kinds of food and force you to say everything taste really good (it really is good most of the time). I'm talking about uncompromised people from Brazil, not hired to work for tourists, right?! Goodwilling people that want to make you feel fine and cared about while you're in this country. If you are american you'll probably have that feeling that it is over protection. And it really is! Try to be nice when you tell us that you don't need all that attention. We are very touchy in this matter. Our only and unique intention is to be kind and make you guys feel comfortable.
This is "lampião and Maria Bonita"

We will try to speak the language of the angels to help a traveler and will make the impossible to take you wherever you want to go. Funny is that we don't usually do the same to our people.
If we start yelling at you in portuguese, just laugh and say "não sou surdo, só não entendo" (i'm not deaf, i just don't understand!) and we will try to mime. HAHAHHA!

Anyways, the world cup is coming and you should know that our restaurants (everywhere) are not prepared to receive you guys, so make suggestions (as i do) to  restaurant webpages to put pictures on the menu, because our waiters will not be able to learn several languages in what? 2 years?
"This is fierce Pandora"

I have already told you guys not to walk and look like you are tourists. Don't walk downtown São Paulo with your big ben wrist watch, please" You are asking to be robbed.
Traffic is really hectic in Brasil, being more well educated(...) in the southeast and South. Anyways, don't think you'll put a foot on the crossing sign and people will stop. They'll probably honk, swear or just stop suddenly, almost giving you the pleasure of doing a triple turn through the air.
With some "cachaça" in our heads

Here in Brazil the new (urgh!!) fad is carioca Funk. You'll listen to it everywhere. As you are just a traveler you'll think it's weird, or fun, or simply different. If you want to know what some brazilians feel like, imagine you, on the country you live in having to put up with something you don't like everyday and against your will. Yeah! That's it! you got it.

Here you make friends easily, and they will ask a lot about you, your life, your Family. That's the way we are. And soon you'll meet the friends of our friends because everybody wants to be friends with a person from abroad. That's a story to tell for your whole life. You'll be like an exotic being for some time until we realize you are JUST LIKE US! A Simple human looking for what the world has to offer and teach and quantify in your soul. This is cool, hey?
 
Well, we drink a lot of beer and like to try new brands. Most of us like fish, but a nice steak is all we are always wishing for. not many of us are vegeterians, but there are some superbe restaurantes for vegans, macrobiotics and vegetarians, so, enjoy!

GFor breakfast we have "french" bread, Strong coffee with milk(usually) and some fruit or cake or cookies. Well, I think we eat a lot of good junk in the morning.

We like to make jokes that other peoples don't understand. Mostly because of the versatility of portuguese, but if you are British, for instance, maybe you get it if you think of "Blackadder". Si vous êtes français, peut être "les inconnus". Italians make lots of jokes , but the thing is, that not everything here is precise and exactly as it should be. It's like we always have to have a plan "b". (not always, of course). We find solutions for lots of things because people who were supposed to resolve things (like politicians and the government) don't do their Jobs. So we happily do things our way. This is also changing, thanks to our brains!!!
The lighthouse built with rubber rats and "NO LIGHT", representing the underworld of dirt that we have in São Paulo

And Corinthians is another thing in Brazil nowadays! Very popular after been to JAPAN and being winner, this is one of the biggest support of soccer teams we have here. "30 million looneys". Yeah, they're crazy for that team! Really! People from all cultural and financial classes support Corinthians and they simply say it's a passion. They kill and die for Corinthians.  The hymn is something like this: "Cheers for Corinthiaaaaaans, the Champion of the championssss! Forever inside our heaaaaaaarts!" oh, yeah and there 's Flamengo in Rio, the biggest support of a soccer team in the world!!!
 
My good friends from all over, my great friends backpackers, we are waiting for your visit and ask whatever you wish if I can be of any help. I'm simply not a couchsurfer because I live in a so off the track place (Louveira city, in the country side - 60 km from São Paulo city) that the only pleasure you'll have here is being with me, Pandora and my beloved.
Anyways, you're all welcome!!!


Cheers, Salut, Ciao, Bueno, Valle! Tchuss!


V for Verônica

21/03/2013

O Chile é em Louveira...viagem furou....por ora!!!


Adquira meu livro sobre mochilão -MEU PÉ QUE ME LEVA PELO MUNDO - acessando este link

Saudações a todos!!!

Inicio já avisando que estamos em casa. Desta vez as coisas foram ao revés.

O empréstimo que “pensei” que conseguiria não foi possível e precisávamos dele pra usar na viagem. A sorte foi que consegui adiar minhas férias pra outra data. Então, o negócio é nos organizarmos de novo para outra oportunidade.

Não desanimem de seus planos por causa disso. Meu problema foi que contei com o ovo na cloaca da galinha. Para mim era certo que teria o dinheiro e precisava esperar uma data para solicitá-lo pelo meu cartão de crédito. Quando fui fazer o pedido é que soube que não tinha direito. Estava a 10 dias da viagem. O valor era R$5000,00: R$2000,00 pra mim e R$3000 para mamorrr que iria consumir mais coisas do que eu!!! Este valor seria para 30 dias!!! Consegui a devolução de parte do que gastamos com o aéreo, que foi 50% mais R$50,00 (cada) de multa da DECOLAR.COM. Uma passagem que tava com preço bom (R$980,00 cada. Veja no post anterior a rota)   saiu mais cara por falta de planejamento. Eu tinha que ter certeza do empréstimo antes. Ainda mais que viajamos com pouca grana.

Mamorrr começou a vender mais miniaturas do que queria, eu comecei a ficar atrapalhada, até que resolvemos que o mais sábio seria adiar a jornada para quando tudo estivesse menos atrapalhado. Estou aliviada em partes.

Admito que errei por ansiedade de seguir por aí, de esquecer a vida parada que estou levando há algum tempo, coisa que não condiz  comigo, com minha personalidade. Falam que algumas pessoas passam por esta fase complicada e que devem tomá-la por um momento de calma e evolução. Fiquei bem chateada. Hoje, dia 21/03, 10h, era para estarmos fazendo uma conexão em Buenos Aires seguindo para Santiago do Chile e estamos aqui, em Itatiba. Na chuva. Ainda bem que temos amor, amigos, apoio. Só nos falta a grana. Hahahha

Apesar de toda esta chateação estamos esperando as novidades de quem está com tudo certo para seguir por aí e você que tá indo pro Chile, conte pra nós como está, ou foi ou será. Daí vamos aprimorar nossa viagem que, esperamos, será em breve!

Energia boa pra todos e
continuem com seus planos, seus rumos, seus belos projetos de seguir por este mundo que sempre será maravilhoso aos olhos de que aprende a vê-lo!

Ai, só porque nós não vamos agora aparece uma pá de programas sobre a Patagônia, tipo, até na minha querida TV ESCOLA, pra nos torturar. Lugares lindos....

http://tvescola.mec.gov.br/index.php?option=com_zoo&view=item&item_id=636

Sucesso!

V for Verônica

24/02/2013

A viagem será ao Chile

PARA ADQUIRIR MEU LIVRO SOBRE MOCHILÃO - MEU PÉ QUE ME LEVA PELO MUNDO - CLIQUE AQUI

Boas a todos!!!

Mais uma vez, lá vamos nós viajar de forma independente pelo mundo!
O plano anterior era ir para o Camboja e região, mas a verba e a forma de parcelamento de passagens quebrou nossas pernas: R$4500,00 (cada passagem), parceladas e até 3 vezes? Vai ficar para outro ano. Projeto em construção de novo.


Eber Guny em Torres del Paine, 2007

"Ah, Verônica, cê vai fazer mais um mochilão, só que por aqui por perto, não é? Você que sempre fala pra ir para longe tá vindo por aqui mesmo? Como é isso?"
Verba, minha gente! E sempre admiti que errei feio ao dizer que o que tava aqui do lado era muito parecido com o Brasil. A começar pelo visual, já é bem diferente. A natureza e o jeito do povo tem diferença sim. Vale a pena experimentar um mochilão a partir da America latina. Contudo, é interessante ir para locais onde haja viajantes do mundo todo. Quero dizer, fora da rota comum. Nada de ficar só por Santiago e Atacama, Viña del Mar e Valparaiso. Longe de apenas ir visitar as casas de Neruda (que tô curiosa). Tem que adentrar na cultura, ir para uma cidade pouco falada, pedir aos locais uma dica de lugar que não está nas brochuras de agências de turismo. AVENTURAAA! Adrenalina, endorfina, energia na vida. Novidade e novas experiências. Temos que dar uns choques no nosso cotidiano. Ter o que dividir com o outro e inspirá-lo a crescer, a mudar.

Apesar de tudo financeiramente contra, vamos lá pegar outro empréstimo no cartão para satisfazer a necessidade de VIDA. Peguei empréstimo para a viagem anterior e deu tudo certo. Enquanto meu trabalho não me provê um salário que pague ao menos as poucas contas que tenho e, enquanto continuo na busca por um novo emprego, viverei do jeito que dá e realizando estas maravilhas que são as pequenas jornadas que faço durante minhas férias. Aliás, agora sou duas pessoas: Mamorrr e eu, com muito prazer!

30 dias pelo CHILE é a nova mochilada!

Já vimos que a "linguiça" sulmanericana tem todos os tipos de vegetação e falta dela possíveis. De montanhas, rios, ilhas geleiras e neve a gêiseres, vulcões e desertos lunares. O objetivo é, em 30 dias, visitar de norte a sul o país e fazer o máximos de atividades por estes locais que citei. Ao final, mesmo que nçao consigamos visitar tudo nesta primeira viagem, o lucro será sempre certo.

Conseguimos passagens a R$910,00 por cabeça, com taxas pela DECOLAR.COM. Tive que ligar para o atendente para descobrir que poderia ser parcelado em 6 vezes este valor, pois não se falava nada no site.

A parte aérea ficou assim:
GUARULHOS - SANTIAGO - 21/03
EL CALAFATE - BUENOS AIRES - 19/04
BUENOS AIRES - SÃO PAULO - 22/04

A maior parte da viagem será na região de Santiago, visitando a cidade e cidades vizinhas. Aproveitaremos para tentar ir à Ilha Robinson Crusoé, do arquipélago Juan Fernandez, a partir de Valparaíso. Depois vamos para o norte para ver Gêiseres e o deserto do Atacama. Desceremos direto para Pucón para conhecer a cidade e tentar fazer a trilha no sopé do Vulcão Vilarrica. Hora de fazer uma curva para a Argentina e passar por El Calafate. Amaremos mais uma vez El Chaltén e desceremos para Puerto Natales, novamente no Chile. De lá inicicaremos nossos 6 maravilhosos dias em TORRES DEL PAINE. Voltamos para El Calafate, voamos para Buenos Aires, já para esfriar os motores e daremos uma abraçada nuns leões em Luján. Daí é que voltamos para este Brasil querido. E para a labuta.


Tudo isto, segundo meus cálculos básicos custará, no mínimo, R$4000,00 somando as passagens aéreas.

Custo de hospedagem será de uma média de R$50,00, para baixo, com café da manhã.

Então, só em hospedagem seria uns R$1500,00, no máximo, lembrando que haverá viangens em ônibus com duração de 24 horas (ai....) e também ficaremos em acampamentos nos 6 dias em Torres del Paine.

Alimentação, uns R$600,00, contando R$20,00/dia.

Viagens e atrações.
É aqui que a grana vai ter que ser bem aplicada.
As atrações tem preços razoáveis, mas teremos que ir em excursão para o Atacama, Gêiseres, trilha no vulcão, porque não faço ideia (ainda e nem sei se pode) de como irmos sozinhos fazer as partes mais pesadas.

Outro negócio que tá pegando é a Ilha Robinson Crusoé.Tentei conseguir na net informações sobre voos sem retorno e sei que de navio é um dia. Não consegui me informar sobre valores porque fiz pouca pesquisa, mas de primeira não achei nada. Pode ser que algo fique mais pra frente.



A trilha no vulcão Vilarrica faremos dependendo de nossa grana nos dias em que estivermos em Pucón. Não estamos apressados e faremos o que der. Esta viagem será para nos adequarmos a minha nova situação: tô gorda (hahah) e cansando fácil. Vamos ver se perco uns 5 quilos nesta viagem ou alguns gramas ao menos.


Bom, pra quem acha que tô um balão vai a foto. Estou mais pesada do que há 3 anos, pode ter certeza. Isso faz uma diferença terrível no corpo e no ânimo. E mochilão é bom pra isso também, né! Vamos exercita o corpo porque somos uma máquina feita pra se mover e não ficar com controle remoto, carro levando pra todos os cantos e armários de cozinha repletos de comida para o mês. VAMOS VIVER O DIA!!!

Marjorinha e eu na sacada de casa em São Paulo.

Equipamentos:
Ia comprar uma pá de coisa, mas não tenho grana. Vou com o que tenho mesmo.
Em breve tudo voltará ao normal.

Sorte pra nós e se você você já viajou pra o Chile, ajudaê que ainda tenho que ver que ônibus me leva do aeroporto para o centro de santiago eque ônibus me leva do aeroporto Jorge Newbery, na Argentina, para o centro de palermo.


Bom final de semana!

V for Verônica



02/01/2013

E a felicidade, o que é, meu irmão? Pra mim é muito mochilão!

PARA ADQUIRIR O LIVRO SOBRE MOCHILÃO CLIQUE AQUI!

 
Desculpem a longa ausência, mas é assim quando a cabeça está ocupada em fazer tantas coisas; principalmente mudar de vida. Ainda estamos tentando mudanças e está bem cansativo pensar no futuro a longo prazo. É que quero um longo prazo sossegado.

Contudo, porém, entretanto, os planos de viagem não param na minha mente. O projeto é viajar para a Ásia em março de 2013. Só falta uma coisa: GRANA!!! Terei que viver mais uma vez de empréstimo se quiser ir, só que não quero MESMO que isto vire rotina. Empenhem-se para trabalhar pouco e ganhar bem, meus jovens. E também joguem na Mega Sena, que a chance só vem pra quem joga!!!

Vamos lá:

O plano é descer no aeroporto de HO CHI MIN, no VIETNAM e voltar 30 dias depois pelo aeroporto de NOVA DELI, o INDIRA GANDHI. O roteiro ainda está bem vago, mas sei algumas coisas que queremos apreciar. Sim! Mamorrr e eu. Ele está bem relutante com o roteiro porque ainda tem os desejos pela Europa, mas eu preciso de culturas diversas. Preciso de diferenças e belezas culturais especiais. O CAMBOJA, LAOS, MIANMAR estão na área, BANGLADESH, BUTÃO...tudo é caminho até chegarmos ao nosso destino, a INDIA.

O que precisamos pesquisar:

O aéreo - sai por até R$4.500,00 (com taxas, à vista pelo Decolar.com) – média de tempo de voo: 24 horas, com conexão em cidades alemãs (Lufthansa). Uma era Frankfurt e a outra, a da volta, Munique. As conexões são em média de 7 horas de espera no período da tarde. Dá até pra dar uma passeada pela cidade antes de seguir viagem.
Vocês sabem o que é stop over? É o “dar uma paradinha pela área”.
Alguns voos têm conexões que podem se tornar uma primeira parada de viagem. Um voo pra Londres com conexão em Paris, vamos supor, pode se tornar um voo com uma parada de uma semana em Paris, podendo seguir depois para Londres, pagando (ou não) uma quantia a mais pela passagem, tudo por causa da conexão. Os valores podem ser de U$100 ou menos. Ou mais! Mas pense que vale a pena saber disso e já perguntar ao agente de viagens se há esta possibilidade na hora que você for adquirir sua passagem com conexão. Você já deve deixar marcada sua continuação, caso opte por usar o stop over.
Angkor Wat – este é um dos lugares que queremos ver.
Taj Mahal – churas mina!

Informação - Guia de viagens – Então vi um guia do Vietnam (só dele) por R$80,00 na Saraiva Mega store. Então eu não vou comprar nem por dois c____os voadores! Lembrem-se de que guias velhos, para alguns lugares, valem a pena porque as coisas antigas não saem do lugar. Outra coisa é que os blogs de viagem com dias de viajantes valerão como atualização! Vão a um sebo(como eu farei) e comprem um guia de 5 anos atrás, ou mais, que Angkor Wat e o Taj Mahal continuarão lá onde sempre estiveram.
Vistos e vacinas – temos que ver a necessidade de vistos para estes países e se podemos tirar o visto estando por lá mesmo.

Transporteapesar do voo ser caro os países são muito baratos e o transporte também. O problema é a freqüência com que há transporte de um lugar para outro para seguirmos a viagem. Então, algo que precisamos saber é como isso funciona e como estará no mês de abril e março a movimentação turística por lá. Se for época de festejos é possível que haja mais transportes.
Alimentaçãotomar um vermífugo é algo necessário e evitar comer coisas de qualquer lugar, ou água do Ganges também é recomendável.

Bagagem da mochilaCapa de chuva grossa, 3 camisetas sem alça, calça que vira bermuda, uma botina, uma papete, toalha de rosto, lanterna de cabeça, calcinhas diversas, biquíni, short, uma blusa de lã, 3 pares de meia. Quanto menos coisa melhor. Vou levar a mochila de 65l. Bateria para a câmera, quem sabe um tablet (pq eu não tenho um), cadeados, panos umedecidos, cartão de crédito, remédio para disenteria, mini dicionário de internet com palavras básicas dos lugares.
Já vi que comem cobra, matam peixes pela metade...ai, eu não vou conseguir visitar um feira de rua no Camboja porque fico com dó dos animais. Também não me agrada diversão com macacos de coleira. Como eu disse, estamos indo observar e vivenciar uma nova cultura, mas têm coisas da natureza humana que não funcionam comigo onde quer que eu esteja. 

Sinto que esta viagem, que está vindo antes da Russia e da China, lugares que quero muuuuito conhecer, fará uma diferença enorme no meu caminhar pelo mundo. Acho também que ficarão no roteiro de minha volta ao mundo que deverá acontecer em menos de 10 anos. Antes dos 50 tenho que ter realizado isto. É um plano. Tem a ver com felicidade.

Felicidade - Depois da vitória do time do Corínthians no Japão e do povão todo que esteve por lá (muitos que não poderiam estar, segundo dita a sociedade, a classe média e a crenças de que existem regras para se atingir a satisfação), aconteceu uma brevíssima discussão no meu Facebook sobre isso. Se você é pobre você não pode fazer algumas coisas. Você tem que trabalhar muito pra conseguir o mínimo. Este troféu da nação corinthiana derrubou alguns mitos na cara da riqueza.
Sou apenas uma observadora de araque do comportamento humano. Teve loko que usou dinheiro de faculdade do filho, que vendeu barraco, a mãe e a porra a quatro pra ir ver a final do Timão do outro lado do mundo. Foi um projeto de felicidade, um plano que requeria dinheiro para ser concretizado e precisava de vontade. 
A felicidade não tem valor, não tem cara, não pode ter classe social. É uma sensação que pode durar segundos ou eternamente a cada vez que você lembra da situação que te proporcionou aquele estado. O que quero dizer é que temos que fazer o que for preciso para sermos felizes, mesmo que isto custe algo material que para alguns pareça ter grande valor. Se para mim o prazer de viajar é o que traz felicidade (e digo que a cada lembrança sinto a química da paz e da vida no meu corpo) então eu vou fazer o possível e o impossível para tê-la. Se a felicidade da dona é ter o novo Eco sport e gastar o bônus de natal e mais 6 anos de parcelas de R$600,00 para tê-lo em casa, POBREMA DELA! Ela está feliz? Acabou! Cada um pode achar o absurdo que for (como você e eu achamos em certos casos) porque no final o que vale é a FELICIDADE. O mano quis ir pro Japão e vender tudo dele, sair do emprego (que Deus o ajude!) e ver o Timão ganhar pra ele no Japão, ele tem mais é que ir. Deve ter sido emocionante ter 50 mil torcedores loucos atravessando o mundo pra ver o escudo jogar do outro lado e ter a felicidade de vê-lo ganhar. Dane-se que os caras são ricos, dane-se que eu sou pobre e me ferrei todo pra vir pra cá! Nada vai pagar, ninguém vai tirar de mim o que tô sentindo agora e que vou levar pro resto da minha vida! A FELICIDADE! Esta sensação é única e minha!

Antes de criticar um ato, como o de milhares de corinthianos no caso, por mais absurdo que seja, pense que muitos fizeram loucuras, mas tantos outros fizeram coisas que eram possíveis para eles. Nossos olhos não enxergam a real da alma, gente. A precisão de cada um é só dele! Respeitem e realizem! Tomem como exemplo as loucuras que podem ser possíveis sim! Estou falando do fato em si da viagem; nada sobre a destruição dos aeroportos e outros desvios de caráter.

A vida é curta; a viagem é longa.
Ainda bem!

Feliz 2013!
V for Verônica

14/07/2012

Virgem? Tá indo mochilar pela primeira vez? Recomendo duas coisas:

ADQUIRA MEU LIVRO SOBRE MOCHILÃO POR R$18,00 COM CORREIO SIMPLES CLICANDO INFORMAÇÕES NESTE LINK
Bom dia!

Hoje tenho que estudar muito, mas antes preciso te falar uma coisa. Aliás, já falei sobre isso em filmes com espírito de mochilão, mas é sempre bom atualizar as coisas.
Tem dias que estou mais inspirada para fazer coisas. Hoje é para fazer uma parte enorme da minha monografia. Antes de fazer alguma coisa importante é bom fazer uma oração, então eu peguei o filme ANTES DO AMANHECER e pus como fundo dos meus estudos. Tô ouvindo ele enquanto escrevo.
Seguinte: este filme é simplesmente o ESPIRITO DE UMA VIAGEM MOCHILEIRA. Há muito tempo uma amiga minha tinha falado sobre ele e eu pensava só que era mais uma historinha chata romântica, mas não! É a realidade, sem músicas de fundo bem posicionadas. O sentimento que está no filme é do momento, sem influências do diretor. Coisas que acontecem. Interrupções de estranhos no caminho, gentilezas, uma amizade que se aprofunda em poucas horas. Isto ACONTECE! Sem contar que a fotografia não foi "escolhida". É real! Os lugares do mundo têm belezas que às vezes passam batido se você não toma consciência de que tem que enxergá-las, não apenas vê-las. Entende?
Nestas viagens, mais livres, decididas de momento, a gente se descobre e se ajuda, além de ajudar outros sem sequer perceber. Quando os olhos se abrem para o mundo nada mais fica invisível. É uma descoberta, uma bênção. Ou uma maldição! 
A bênção vem porque você vê que o mundo vale a pena, é enorme e cheio de lugares e culturas e bilhões de pessoas para serem conhecidas. O conhecimento faz com que exercitemos viver melhor e fazer os outros viverem melhor. Quem sabe até mudamos de vida. Isto já aconteceu com gente conhecida (meu querido Eber Guni).
A maldição vem também pelo conhecimento. A vida é curta, outros lugares no mundo funcionam melhor. Por que? A população de tal lugar tem uma vida muito mais calma e segura. Por que? em tal local já estão usando muito tecnologia de sustentabilidade e são populações muito  maiores que as do local que eu vivo. Por que ainda não temos isto lá? Pra este lado tem muita guerra e onde vivo é uma paz só. Por que está acontecendo isto aqui? Você aprende, descobre coisas boas e ruins e não há como voltar um conhecimento. Não tem MIB que apague a memória das coisas que o mundo tatuará em você.
Então, você já sabe: esteja preparado porque você vai mudar. Contudo, para mudar você tem que se deixar  descobrir pelo mundo e pelas pessoas. Nada de se esconder atrás de colegas de viagem, ficar dentro de hotel individual, ficar andando de transporte público o tempo todo, fazer passeios e mais passeios com guias. Isto não surte um efeito mochileiro. Outra coisa é cuidar da saúde enquanto estiver viajando. Comer direito, tomar vacinas se necessário, caminhar bastante e ler bastante sobre tudo. Escreva também para os que estão criando coragem pra fazer como você! Divida esta maravilha que é VIVER. 

Bem, vou estudar e nem adianta olhar pra esta luz aí embaixo.
A luz está DENTRO DE VOCÊ!
Sorte!


V for Verônica



A outra dica é o LIVRO, claro
MEU PÉ QUE ME LEVA PELO MUNDO