7 de abr de 2009

VIAJOLOGIA e a ARTE DE MOCHILAR

PARA SABER COMO ADQUIRIR MEU LIVRO DE VIAGEM ECONÔMICA - MOCHILÃO - CLIQUE AQUI
__________________________________



Estava lendo o texto do perfil de um cara no Orkut e me identifiquei com o que estava escrito. Achei que o texto era do bendito em quem eu havia entrado, mas ele tomou as palavras para si e teve a gentileza de deixar o nome do responsável por tão interessante pensamento. Quando li o nome do autor, lembrei das revistas PLANETA que tenho no banheiro e, sim, era ele mesmo:
É trabalho, não é trabalho, o negócio é que este jovem senhor já visitou mais de 130 países pelo mundo. E olha que não foi nem metade do que existe (ou foi?). Por isso digo para as pessoas que meus 20 países visitados são um nada, sem contar que cada país tem muito o que se ver.
Como Haroldo mesmo diz é um estudioso de viagens, sempre procurando aperfeiçoar a Arte de viajar. Busco aperfeiçoar a ARTE DE MOCHILAR. Isto tudo porque recursos para fazer uma viagem mais light, podendo fazer maior uso de "verba" é o que ainda me falta. Quem é doido de recusar uma viagem onde dê para dispender grana para comer em um bom restaurante, pelo menos??? Se eu pudesse.... O que tento fazer aqui é mostrar que você pode ser mochileiro e continuar digno (nada de ficar pegando comida no lixo, ou dormir só na rua, hihi). Muitas coisa são desnecessárias e podem ser deixadas de lado se você tá com verba curta. Isto vai ajudar na sua concepção de valores. O que realmente é útil para você numa viagem e o que vale somente quando você tem grana a mais.
A Viajologia aprimora nossa visão diante do mundo, aguça sentidos, faz-nos mais cultos naturalmente porque simplesmente nos inserimos desnudos em uma sociedade diferente da nossa, dispostos a compreender e melhorar nosso jeito de ser ante o que nos é apresentando.
Tudo que está escrito neste blog objetiva melhorar sua viagem independente, fazer você enxergar aquilo que antes outros teriam que mostrar a você. A inserção meio que de paraquedas faz a gente captar na marra muita coisa. É um impacto profundo e renovador.
Você se liga logo de que quem vai ter que resolver as coisas, descobrir, procurar, seguir, perguntar, comprar, negociar, economizar, se encontrar é VOCÊ MESMO. É um curso de Administração de vida no período de férias.
Viajologia pouco se importa com camas de hotel, (a não ser que elas sejam feitas de sal, gelo...), está pouco se lixando para a marca do café que será servido pela manhã (a não ser que seja aquele misturado com fezes de cabras da Etiópia...). Tudo tem uma história e isso faz parte da viajologia: o saber. A curiosidade e necessidade de se aprofundar em cada detalhe das coisas e gentes que existem pelo mundo.
Falando em gentes....
Tava vendo outro dia aquela página 6 bilhões de outros e, meu, é tanta gente no mundo, tantos pensamentos maravilhosos (e estranhos) de gente de tudo quanto é classe social, de todas as culturas, simples, profundos, emocionantes...As pessoas do mundo tocam a gente na coisa mais importante: viver bem no tempo que temos. Viver sem desejos por luxo, por posses. Viver aprendendo a dar momentos de gentileza, carinho, atenção às pessoas do caminho e voltar para seu porto uma pessoa grande, melhor, mais sábia para lidar com a ignorância do mundo e para ensinar tudo o que aprendeu. Um dos principais ensinamentos, para mim, é: CAMINHE SOZINHO e depois viva em sociedade. Sempre falo aqui que no final nunca estamos sozinhos.
Então, o negócio é saber como aproveitar tudo em sua viagem: sabores, lugares, pessoas, momentos, festejos, e, o mínimo possível, o quarto de albergue, ou o hotel. Lembre-se de seu investimento e de que ele tem que valer. Tô falando do seu tempo de vida. Dinheiro é muito óbvio.
Toda minha torcida pra você seguir com seu pé que te leva pelo mundo o quanto antes!!!
V for Verônica

2 comentários:

  1. Um dica muito legal são as redes de relacionamento como HC e CS, já fiquei meses no Canadá somente em casa de amigos...

    Portal Meio Aéreo

    ResponderExcluir
  2. Opa, Comissário!
    Couchsurfing e Hospitality são poderosíssimos para quem quer economia, um guia local, conhecimento através do "nativo" e uma possível eterna amizade. Fiz couch qdo este não era o nome, apenas uma gentileza.

    V for Verônica

    ResponderExcluir