6 de ago de 2009

Convencendo a família(e você mesmo) de que você VAI MOCHILAR E PRONTO!!!


Olá, meus jovens aspirantes a um mochilão!

Viajar de forma independente e para um país diferente é algo bem ousado, posso dizer. Percebe-se porque muita gente fica espantada com a decisão de alguém fazer uma viagem neste estilo mochilão. As exclamações(sim! são só exclamações) vem da inexperiência do povo em se aventurar, nem que seja para ir a outro Estado daqui do Brasil mesmo. O que acontece é o seguinte: basta a primeira vez para você ficar tarimbado. Tudo pode acontecer na sua PRIMEIRA VEZ, mas ela tem que acontecer.

Tem gente que entra em contato prá contar que gostaria muito de mochilar, mas tem família, ou está parco de grana, ou é "de menor" e fica doido pra fazer uma viagem mochileira ainda jovem. Todos vocês, meus caros, tem solução e ela está em VOCÊS MESMOS.

Meu, minha mãe só faltou ter um treco quando eu disse que ia para a EUROPA sozinha. Eu, sinceramente, decidi que iria porque queria vivenciar tudo de forma diferente e porque, referente a grana, era como achava que ia funcionar. O que vocês estão fazendo hoje, conversar com alguém que foi, eu nem tive idéia de fazer. Como havia feito um mochilão antes com minha irmã, tinha mais ou menos idéia do que deveria fazer durante minha viagem. A sorte é que EU MANDAVA EM MIM, EU TINHA GRANA, EU NÃO TINHA VÍNCULO COM NINGUÉM, ESTAVA SOLTEIRA E PODIA FAZER O QUE QUISESSE DA MINHA VIDA. Agora, você....

Você tem família, esposa filhos? Tá frustrado porque algo deu pra trás no seu caminhar e este projeto adormeceu? É esperar o momento e conversar com a família. Um mês, meu, um mês é um pedaço muito pequeno pra um escândalo. Deveria ser motivo de felicidade, de orgulho por você finalmente poder concluir este plano que estava engavetado. Sim, porque uma viagem neste estilo tem que acontecer. Meu, TEM QUE ACONTECER. E fique preparado e prepare sua família para as possíveis mudanças de comportamento. Ou de família. É assutador. Tô te falando. Só que uma vida insatisfeita vale nada se você sabe que pode ser mais para o mundo e para seu curto tempo aqui. É o caso de decidir, ver se há condições financeiras e fazer este projeto andar o quanto antes.

Ah, tem gente que decide que é melhor fazer algo mais por aqui COM O NAMORADO(A). Ah, namorado é bom, queria ter um...mas esse negócio de mochilar com namorado, sei lá, viu... O mundo tem tanta coisa legal que às vezes pode ser podada por causa de companhia. Eu tô falando de conversas com pessoas. Nada de ficar nos agarras com os caras do mundo. Isso pode até acontecer, mas é o menos interessante. Estou falando de ter o contato sem receio de ciúmes, bater um papo legal sobre coisas que você não conversaria com a pessoa mais íntima (porque os estranhos se tornam íntimos em poucos minutos). É necessidade, pureza, LIBERDADE. A Narelle e o Chilli, mochileiros australianos que conheci na Irlanda nem pareciam namorados. Muito gente boa os dois. Mas eram os dois o tempo todo, meses viajando juntos. É um teste para falar a verdade. É mais fácil acabar um relacionamento numa viagem juntos do queviajando separados. Você conhece a pessoa de verdade, seus humores, seu limite de stress, sua organização, o nível de egoísmo. Viajar sem o par é um teste ou um relaxamento para o relacionamento. Na volta veja o que vai rolar. Nada de deixar de viajar por causa do rolo, do enrosco, pelamordedeus! É um mês, caramba! Racionaliza essa paixão. Depois perde oportunidade por gente que nem merece. Fiquem espertos!

A família é um fator que pesa muito. O drama materno, as ameaças do pai, o irmão no ouvido, todo mundo falando que você tá gastando dinheiro á toa e ariscando sua vida. Na minha casa, graças, tive apoio, mesmo que dramático da minha mãe. Meu pai e minha irmã ficaram contentes. Eles sabiam da minha natureza e de que eu sei dar meu jeito em qualquer lugar. Eu sempre volto, oras! Até hoje... Seus pais vão falar que você deveria investir num carro, dar entrada numa casa, casar, procurar um emprego melhor para poder viajar, mas fique esperto porque se você entrar em alguma dívida você precisará ganhar uma graninha que sobre pra poder juntar pra seu mochilão daqui uns.....5, 6 anos. Aproveite sua juventude! Essas coisas(isso é pra você falar pors seus pais) você pode ibter mais tarde. Afinal, você tem casa, tem carro(dos pais) e, se não tiver, tem perna e transporte público pra mais uns anos. Agora, pique pra fazer um mochilão legal, conhecendo muita coisa em pouco tempo (se você é pobre tem que aproveitar), usando seu dinheiro para conhecer e aprender enquanto você só tem você pra investir a grana, isso pode acabar um dia, principalmente se você casar ou engravidar (alguém). É um investimento em você que valera para o sempre. Aprendizados que nenhum outro estilo de viagem vai te dar. Mas tem que ser do jeito que falo aqui.

Pense muito nisso e coragem, meus bens, porque se você tem medo o negócio é enfrentar. No final tudo será tão simples, o OGRO do mundo é tão legal e ele não come gente; come com a gente nos mais diversos pontos turísticos e inóspitos da terra. É companhia que só tava esperando vocês para apreciar um pôr do sol, uma porção e presunto e queijo, um suco de laranja, tudo sentado embaixo de uma Sequóia centenária no Yosemite Park, atravessando a ponte do suspiro em Veneza, ali, do seu lado, falando que você está lá. VOCÊ PODE TUDO! E você não é mais você; VOCÊ É MAIS!

Vai lá, pede logo bênção para seus pais, marido, esposa e realize este seu projeto. Você será uma pessoa melhor depois do sucesso. Concluir algo, ainda mais sendo algo saudável, é uma sensação, gente, MARAVILHOSA. É estranho, você se sente como se ainda faltasse algo porque tudo parece tão fácil depois de realizado, mas é só vontade de fazer tudo de novo.


Tudo di bão procêis!(dialeto louveirense)


V for Verônica

2 comentários:

  1. V!
    Você, sempre fantástica! rs
    Acho que a viagem está DENTRO das pessoas. Na forma como vemos o mundo, como o sentimos. Na curiosidade de saber como o outro faz as coisas mais simples do dia a dia, em outro lugar que não o nosso lugar...
    Parabéns, de novo, pelo blog V.
    Continuarei voltando e voltando. Você me anima! rs

    ResponderExcluir
  2. É isso ai que eu vo fazer... botar o pé na estrada e vamo que vamo...

    ResponderExcluir