9 de jun de 2010

Tchau, Roque! Boa viagem, meu querido cachorro.

É assim.
O Roque foi viajar pelo universo, pondo toda energia dele de volta no mundo.
E eu fico aqui tentando sentir ele. Lutador até hoje, ás 07h00.
Nós todos tentamos, mas o universo chamou meu querido.
Agora ele tá por aí, trotando como um cavalinho, brincando de tentar se deixar pegar. E Pandorinha está aqui(ainda). E Scarlet está aqui(ainda). E nós também. Ainda.
estação de trem de louveira - clique na foto para ir ao post de Louveira
O coração partido. Noite sem dormir, sem saber o que fazer.
Cantei pra ele, abracei ele pra esquentar, ferrei minha coluna pra levar ele pra onde achava que ele queria ir.

Ele tomou sol, comeu (à força), me olhou, olhou e olhou.
Anemia.
..........................Roquelino e Pandorinha.................
Hoje o corpão dele(parecia uma pessoa) está lá no cemitério de animaizinhos. Ajudei a colocá-lo no buraco. Dancei na cova dele pra desafofar a terra. Joguei três jatobás em cima pra lembrar da juventude dele, quando ele achava esta fruta pra minha mãe.

Puseram uma pedra em cima. Escrevi na pedra.
ROQUE

9
6
10
Todo nosso amor na sua vida e, agora, no universo, Roquelino.


V for Verônica



2 comentários:

  1. meus sentimentos.

    Adoro seu blog,e to juntando uma grana pra mochilar(novamente). Desta vez pela Europa.
    Fiz um mochila ano retrasado no Chile,demais.

    continue escrevendo sobre suas aventuras, me animam sempre

    ResponderExcluir
  2. Eu também estou por aqui.
    E o meu Iago também. Meu Lhasa Apsu: peludo, baixotinho, parrudinho e depressivo.
    Mas eu e ele ainda estamos aqui.

    E como disse Milton Nascimento e Fernando Brant em Encontros e Despedidas:

    Todos os dias é um vai e vem
    E assim chegar e partir
    São só dois lados
    Da mesma viagem
    O trem que chega
    É o mesmo trem
    Da partida...

    Valeu para o Roque. Valerá para nós também.

    Direto de Belo Horizonte

    ResponderExcluir